contador
contador gratuito de visitas
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking digg  Social bookmarking delicious  Social bookmarking reddit  Social bookmarking stumbleupon  Social bookmarking slashdot  Social bookmarking yahoo  Social bookmarking google  Social bookmarking blogmarks  Social bookmarking live      

Conservar e compartilhar o endereço de livrearbitrio em seu site de social bookmarking

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 63 em Sex 29 Mar 2013 - 11:42
Os membros mais ativos da semana

Os membros mais ativos do mês

Top dos mais postadores
Admin (95)
 
marcos a cavalcanti (89)
 
JUVENCIO (79)
 
Montenegro (62)
 
Gilmor (62)
 
Mariana (43)
 
PINHO Cardoso (30)
 
BALTAZAR (30)
 
Carolzinha (23)
 
DaSilva (18)
 

contador
contador gratuito de visitas

O mundo seria melhor sem a CIA?

Ir em baixo

O mundo seria melhor sem a CIA?

Mensagem por Marcia Reals em Dom 5 Fev 2012 - 18:44

O mundo seria melhor sem a CIA?








A CIA, Central Inteligence Agency, passada para o português como ;- Central de Agência de Inteligência. Foi fundada depois da Segunda Guerra Mundial, em 1947 pelo então presidente Harry S. Truman. Foi essencial na Guerra Fria e é a herdeira da OSS, agência operante da Segunda Guerra Mundial.

Mas qual foi o papel da CIA na Guerra Fria? posso lhe dizer, que foi examinar todos os tipos de informações e contra-informações vinda dos países do bloco comunista e tentar deixar vivo o espírito capitalista no mundo. Podemos resumir, que a CIA foi para a Guerra Fria uma representante de primeira classe da bandeira dos Estados Unidos sobre o mundo.


Rainha Vermelha x Rei Branco


Nessa guerra invisível, os Estados Unidos estavam sendo representados como um Rei Branco, e a União Soviética como uma Rainha Vermelha, peças fundamentais no xadrez, mas o jogo não se conclui sem as peças menores. O rei branco comandava seus peões, bispos, cavalos e torres com os seguintes objetivos:

* Impedir o avanço do bloco comunista (socialista) na avançada global
* Tentar difundir no mundo o valor de que a Americanos tinham um destino (vencer o mal)
* Conquistar o maior número de aliados para a sua causa, e destruir a qualquer custo os que fossem contra
* Dominar, retirar e até matar todos os tipos que fossem contra o sistema americano
* Recuperar as conquistados dos seus aliados ou deixar seus tesoures em segurança visando o bem do povo americano ou dos seus aliados em questão.

Para isso, foi inventado um inimigo que não era inimigo, se tornou, devido a lavagem cerebral imposta pela mídia ou por grupos ligados ao governo. E todos aqueles que tentassem uma aproximação com aquele inimigo seria destruído a qualquer custo.

E o jogo continuava... O objetivo era destruir as peças vermelhas, e deixar todo o tabuleiro de 64 casas preenchido com 64 peças brancas. A rainha vermelha jogava com suas armas literárias e com sua ideologia; tinha alguns aliados e ao longo do caminho foi formando outros.

O rei branco jogava com suas armas ideológicas, com dinheiro e com os seus poderosos aliados e ao longo do caminho tentava não perder suas conquistas e não ser o mal da história, usava a mídia e todos os outros veículos para conseguir o que queria.

O território de batalha foram pelo menos sete oficiais, dois extra-oficiais e uma ilha bem no quintal do rei branco. (houveram outros certamente)

O que estava pelo caminho era informantes, civis, políticos, jornalistas, filósofos, militares e palavras. Tentarei retratar de forma resumida; apenas para não ficar esquecido na história o quanto a agência de inteligência americana se intrometeu de forma errada e sem nenhuma ética em relação a vidas de Iranianos, Guatemaltecos,Cubanos, Vietnamitas, Brasileiros, Chilenos, Afegãos, Nicaragüenses, Iraquianos e de muitos outros.

Irã 1953









A primeira parada, o primeiro alvo de intervenção militar da CIA foi o primeiro ministro do Irã, Mohammed Mossadegh. Depois de assumir o poder, em 1951, ele propôs nacionalizar as companhias petrolíferas.
Mossadegh não era comunista, mas um nacionalista, defendia o controle do Irã por parte das riquezas petrolíferas. Era a favor da nacionalização da Anglo-Iranian Oil Company. Por causa da sua enorme popularidade, foi eleito como primeiro-ministro do país em 1951. A 1 de Maio do mesmo ano o parlamento aprovou a nacionalização do petróleo, tendo sido extinta a Anglo-Iranian. Nesse ano a revista "Time" nomeou-o "Homem do ano" e Mossadegh era visto como o símbolo na luta antiimperialista.
Vendo tudo que acontecia a Inglaterra tentou bloquear o petróleo iraniano, coisa que não foi muito apoiado pelos Estados Unidos que temiam uma aproximação da União Soviética com isso. A Operação Ajax foi encomendada por Dwight Eisenhower à CIA, cujo objetivo era derrubar Mossadegh. Tudo ficou por conta de Kim Roosevelt, chefe da divisão do Oriente Médio.
Com 1 milhão de dólares ele iniciou a campanha contra o premiê. Contratados pelos americanos, jovens religiosos, foram às ruas pedir a queda de Mossadegh, todo o apoio foi dado a essas pessoas dinheiro e infra-estrutura. Ao mesmo tempo pessoas humildes foram contratadas para vincular a imagem de Mossadegh a Moscou com palavras como '' eu amo Mossadegh e o comunismo''. A um preço de 150 mil dólares, os jornais passaram a criticar o primeiro-ministro.
O problema é que o líder dos golpistas, o General Fazlollah Zahedi, não reuniu apoio necessário. No dia do golpe tudo saiu errado, mas Kim Roosevelt não desistiu. Em 19 de Agosto, ele e um grupo de religiosos, liderados pelos aiatolás Ahmed Kashani e Ruhollah Khomeini, levaram centenas de pessoas armadas às ruas. O ataque à guarda de Mossadegh custou a vida de 200 pessoas. Dessa vez o premiê não resistiu.Em seu lugar assumiu o general Zahedi.

''Gerações de iranianos cresceram sabendo que o governo americano tinha interferido em sua soberania. No médio prazo, essa ação foi péssima para a imagem dos Estados Unidos no Oriente Médio''.



Afirma Tim Weiner em seu livro (Legacy of Ashes: The History of the CIA.) A vingança veio com um certo tempo depois, aiatolá Khomeini transformou o Irã em um estado Islamico em 1979, no mesmo ano Khomeini deteve 52 americanos na embaixada dos Estados Unidos em Teerã. Eles foram libertados somente 444 dias - durante os quais a CIA participou de diversas ações. O Irã é uma enorme pedra no sapato da política externa americana até hoje, mas o futuro promete novas mudanças.

Guatemala 1954



Jacobo Arbenz Guzmán assumiu a presidência da Guatemala em 1951. Seu objetivo por hora era nacionalizar empresas, o suficiente para que ele se transforma-se um alvo da CIA. com o sucesso da Operação Ajax, Guzmán virou a bola da vez. O escolhido para substituir Guzmán seria o coronel Carlos Castillo Armas. Em Dezembro de 1953, começou a ''Operação Sucesso'', orçada em 3 milhões de dólares. O dinheiro foi usado para construir locais de treinamento para militantes pró-Castillo.

Em 18 de junho de 1954, o general e umas poucas centenas de guerrilheiros, usando armamente de idade e qualidade dúvidosos (incluindo rifles com símbolos nazistas que haviam sido usados na Segunda Guerra), derrotaram os 5 mil homens do Exército do país. Em 8 de julho, Castillo Armas assumiu o poder. Começavam ali então quatro décadas de revoluções e ditaduras, que provocaria a morte de 200 mil civis. A operação de Guatemala se tornou um modelo de sucesso para a agência, sem nenhuma falha ela consegui-o tirar Guzmán do poder, servia de modelo de perfeição.

'' A proposta de dar dinheiro, armas e treinamento para grupos de oposição, somada a uma campanha de formação de opinião pública contra o presidente a ser deposto, funcionou ali tão bem que se tornou referência para todas as vezes que a agência quis interferir na política externa de alguma país. O padrão seria seguido à risca, por exemplo, no Chile.''

Cuba 1961

Na CIA, Allen Dulles ainda mandava, Kennedy era o presidente. Em 1960 a crise dos misseis explodiu, mas o presidente americano com total maestria consegui-o contornar a situação. O fato é que em 1959 a revolução Cubana mostrou ao mundo uma ilha no meio da america central, que a muito tempo atrás tinha sido conquistada pelo espanhois (...) e a muito tempo atrás tinha sido reconquistada pelos Americanos que transformaram ela em ''livre''.

Na epoca da Revolução, mais ou menos em 1957 ha 1959, Cuba era nada mais nada menos que um quintal para toda a máfia Italo-Americana, alguns famosos marfiosos usavam Cuba para fazer suas negociações e para diversão. Uma turma armada, que gritava revolução, agora estava pronta para tornar Cuba um país melhor e mais justo , no alto ideologico e armamentista estava os ideais de dois homens chamados Fidel Castro e Ernesto Guevara, os líderes máximos de uma revolução de cunho social que tinha como objetivo retirar o ditador Fulgêncio Batista do poder. A revolução foi feita com total sucesso, Cuba agora era socialista. Cuba apartir de agora era a peça chave no jogo de Xadrez da União Sovietica, bem no quintal americano.

A festa era boa, mas... A CIA queria desligar a música, apartir de 1960 começou a elaborar planos para derrubar o governo de Fidel Castro. No dia 16 de Abril de 1961, Fidel Castro realiza um discurso com caráter socialista revolucionário, no dia seguinte tem início o ataque à ilha, na praia de Giron, localizada na Baia dos Porcos.

O governo norte-americanos treinou 1.297 exilados cubanos oriundos da ditadura de Fulgêncio Batista em Miami através da CIA para destruir o governo de Fidel Castro. Com seu planejado apoio pela força aérea americana tendo sido vetado por Kennedy, temendo envolver o governo dos EUA de forma institucional e aberta, a "operação Magusto" a CIA acabou sofrendo uma derrota arrasadora, e em 72 horas foi sufocada por forças governamentais cubanas.

Esse e alguns outros motivos já foram suficientes para que dentro da CIA um sentimento de ódio e rancor pelo presidente fosse nutrido, o que cuminaria com uma armação de suposto assassinato conspiratório ocorrido em 1963, junta-se ai uma organização de inteligencia com raiva de seu próprio presidente, um ex-agente endividado com dividas em Las Vegas, um suposto vice-presidente querendo assumir , alguns outros oportunistas.

Tiros em Dallas, e o tiro fatal vem de uma pistola do próprio segurança que dirigia o carro (William Greer)... Lee Oswald é preso como o assassino e assassinado depois por Jacob Rubenstein ou simplesmente Jack Ruby, um dos envolvidos juntamente com William Greer; Provavel autor do tiro a queima roupa em Kennedy. Verdade ou não essa é a versão mais incrivel de conspiração já vista; - provas? Apenas um canal Japones colocou o vídeo original no ar; se alguém tiver interesse em pesquisar mais sobre o assunto ou ver fotos e videos sobre esse caso essa é uma boa página para pesquisa:http://jfk.iefactory.com/galeria/index.htm

Vietnã Do SUL 1963






Foi sob as bênção americanas que Ngo Dinh Diêm chegou ao poder do Vietnã do Sul em 1955. Seu objetivo? - Fazer frente ao governo comunista do Vietnã do Norte. Com certeza seria um '' fazer diferente'' em relação a Coreia do Norte e Coreia do Sul. O pais estava separado desde a primeira guerra da Indochina, no ano anterior, colocara fim a quase um século de ocupação francesa.
O governo de Diêm foi terrivel, católico ( em um país em que 90% da população era budista). perdulário e apoiado por uma policia secreta adepta da tortura, ele provocou a ira de grupos religiosos budistas e de setores do exércitos. Esses mesmos militares organizaram dois golpes de Estado contra ele, em 1960 e outro em 1962. No ano seguinte, o governo americano decidiu apoiar um novo presidente, Diêm foi convidado a se afastar do cargo e procurar exílio na america.
Ele se recusou... Com a recusa passou de aliado para alvo (inimigo), ainda em 1963, um golpe liderado pelo gerenal Tran van Don com apoio da CIA levou um grupo rebelde a cercar Diêm dentro de seu palácio. Ele escapou, mas no dia seguinte, 2 de Novembro, negociou a rendição. O presidente se entregou pacificamente, mas foi imediatamente executado. A versão oficial de que Diêm teria se suicidado não colou, e a agência americana foi acusada de ter apertado o gatilho.
'Não acredito que a Cia tenha sido diretamente responsável pelo assassinato do Presidente, Mas ela deu suporte operacional, e o governo americano vinha sinalizando que daria apoio ao sucessor de Diêm. Essas duas atitudes pavimentaram o assassinato'', afirma Malcolm Byrne.

Mesmo com o apoio dos americanos nenhum outro governo consegui-o estabilidade politica. Logo as duas metades do país mergulhariam num conflito que custaria a vida de cerca de 3 milhões de vietnamitas, não menos pelo lado dos Estados Unidos; Entre os anos de 1965 e 1973, a Guerra do Vietnã matou 58 mil americanos e feriu outros 300 mil. À CIA, restou monitorar a carnificina... O fracasso militar americano, na tentativa de derrubar o exército de Ho Chi Mihn se tornou um dos maiores desastres estrategicos da história militar. Em meu pensamento pessoal, se fosse Truman o presidente acabaria com a Guerra em dois dias... Jogaria uma bomba nuclear e fim de história!

Brasil 1964

http://2.bp.blogspot.com/_7IhgQWrhmJc/Se1kNqGI2GI/AAAAAAAAALc/y_AJG5m8zDI/s200/brasil.JPG

Não irei me alongar na história do Brasil, todos nós sabemos algumas coisas... Realmente, a CIA teve alguma participação no golpe militar de 1964. Realmente era perigoso o Brasil ser um país socialista? - Para o Brasil talvez não, mas seria totalmente para os Estados Unidos.
Eles já tinha perdido Cuba no jogo estratégico, em pleno quintal norte americano. Agora perder o Brasil para os Socialistas seria uma total tragedia para a politica direitista norte americana, o que culminaria em um ganhou de uma torre e dois peões para a Rainha Vermelha. Mudaria totalmente a forma de jogo, os cavalos ganharia mais ação (Cuba), talvez a sistemática muda-se em algum lugar, em algum vizinho... Mas tudo indicava que não, militares de direita estavam em todos os lugares, civis e poderosos (empresários) não queriam a esquerda no poder, seria como acabar com os seus negocios, se o fosse a verdadeira estrela comunista a fincar o poder politico em solo Brasileiro (...)

Não foi o que aconteceu, em diferença... Tivemos 4 anos de ditadura pesada, muitas coisas censuradas, mortes, torturas, andar com leitura socialista era crime, os partidos de esquerda foram retirados dos meios politicos, e a democracia retirada. O resto vocês já sabem João Goulart se retira do poder, para não haver deramamento de sangue, um carregamento de 100 toneladas de armas estavam de prontidão para serem transferidas aos golpistas, armas leves e munição enviadas a mando do presidente americano Lyndon Johnson.



Chile 1973

''Não vejo por que devemos deixar um país se tornar marxista só porque seus cidadãos são irresponsáveis.''


Em junho de 1970, foi assim que Henry Kissinger, justificou a liberação de uma parcela de 165 mil dólares para a CIA continuar sua campanha de difamação contra Salvador Allende. Então candidato a presidência do Chile.
Bem, tentando começar essa que considero umas das piores ações da CIA, não digo em termos de fracasso ou afins. Falo em relação a magistral engrenagem maquiavélica que ela consegui-o impor, da forma como se usou estrategicamente e como o seu alvo em questão, já era odiado antes de ser presidente, fato que não tinha acontecido com nenhum outro. Por Salvador Allende ser socialista, os americanos temiam que sua vitória nas eleições fizesse com que o Chile se tornasse aliado da União Soviética, coisa que aconteceu com Cuba. Mas a primeira parte da estratégia da CIA falhou, em 4 de Setembro de 1970, Salvador Allende foi eleito presidente do Chile.
Dez dias depois, Kissinger liberou outros 250 mil dólares para alões contra o presidente. O chefe da CIA no Brasil, David Atlee Philips entrou na jogada para derrubar o governo de Allende. Além da campanha de convencimento da imprensa e dos formadores de opinião chilenos, em 1972 começaram a acontecer atentados contra indústrias nacionalizadas pelo governo.
Nessa época, militares com tendências políticas de direita já tinham recebido muitos armamentos e treinamento dos americanos. Em 11 de Setembro de 1973, Allende se viu cercado por uma parte de seu próprio exercito no palácio presidencial e se matou com um tiro de uma Ak-47; Suposto presente dado a ele por Fidel Castro. A queda de Allende custou 10 milhões de dólares, quem assumiu o poder foi Augusto Pinochet, que mantinha contato direto com o escritório da CIA em Washington. Depois da queda do governo ditatorial de Pinochet, se soube que alguns agentes da CIA não tinha terminado suas funções apenas no golpe de derrubada do governo Allende, alguns desses agentes foram acusados de participações em torturas que provocaram a morte de 3.200 pessoas no Chile.
A agência se preocupava em manter a direita no poder - e a esquerda longe dele. O sucesso no Chile demonstrou de uma vez por todas a capacidade americana de moldar a situação política do continente à sua imagem e semelhança, com o desfecho do Chile a preocupação maior era em uma parte a qual a Rainha Vermelha estava tentando invadir, agora começava os lances finais, a abertura já se foi, o meio de jogo foi com glórias e perdas para o Rei Branco, que agora tinha que se valer por peça fracas para tentar o seu xeque-mate.

Afeganistão 1979







Em 11 de fevereiro de 1979, Adolph Dubs, embaixador americano no Afeganistão, e sequestrado por um grupo de rebeldes muçulmanos. Ele acabou sendo morto três dis depois, durante a operação policial de resgate. Para completar o cenário - e aumentar a preocupação dos Estados Unidos -, a União Sovietica se preparava para invadir o Afeganistão. Enquanto 30 mil soldados de Moscou se aproximavam da fronteira, um relatório da CIA ao presidente Jimmy Carter afirmava: ''Os sovieticos estão relutantes em empregar muitas forças de terra no Afeganistão''.

Quando a invasão se tornou óbvia, a agência começou a mobilizar agentes de seus escritórios na Ásia para apoiar a resistência. Até 1988, quando os russos se returaram do Ageganistão, nada menos que 250 milhões de dólares haviam saído das contas da CIA para as mãos dos rebeldes. ''O apoio à resistência afegã foi um dos poucos momentos da história da agência em que ela se mostrou capraz de, indiretamente, minar o poder soviético'', afirma o historiador David Barrett, da universidade de Villanova, nos Estados Unidos.

''O atoleiro do Afeganistão teve um grande peso no contexto da decadência da URSS.''

Muitos dizem que a queda da União Sovietica veio com a derrota no Afeganistão, pode ter sido a maior responsavel, mas não foi a única, as revoltas internas e as trocas de líderes juntamente com uma invasão de mentes liberais fizeram com que o comunismo da URSS fosse caindo a cada ano, não se via mais aquele brilho do começo da Guerra Fria tudo agora parecia mais colorido do que o cinza e preto, ou um aspecto qualquer de um filme noir da década de 60.

Embora aparentemente tenha contribuído para o fim da União Soviética, a atuação da CIA no Afeganistão teve um lado amargo para os americanos. Enquanto os rebeldes eram fortalecidos sobre o jugo de expulsar o comunismo ou qualquer outra coisa vermelha do Afeganistão um certo homem de sobrenome Bin Laden começava a agir, apoiando os rebeldes afegãos. Em sinal de gratidão, nos anos 90, ele ganhou abrigo no Afeganistão.

A partir dali, começou a planejar ataques terroristas juntamente com Ayman al-Zawahiri (seguidor ideológico de Sayyid Qutb), começou então a fomentar um ódio pelos Estados Unidos juntamente com alguns membros radicais islâmicos, que visavam na terra da liberdade um forte mal para a cultura islâmica e também um grande apoiador do estado livre de Israel.

Ps: Vale lembrar, que o odio que Sayyid Qutb tinha, não era bem um odio, seguia mais um sentimento de pena por ver em uma certa noite, jovens americanos dançando; - Sua mente começou a elaborar que aquilo não era o que ele queria para o seu país e nem para qualquer outro, aquela sociedade egoista que estava mais preocupada em jardins ou festas não poderia ser o modelo de perfeição.

Terminando uma das partes mais crucias da Guerra Fria, podemos dizer que; o sentimento de vitória americana estava relativamente triunfante, mas o golpe maior venho no futuro. Do mesmo jeito que os Americanos armaram um grupo de rebeldes afegãos, ajudou inderetamente a Osama Bin-Laden a se fortalecer; as ações cuminaram em ataques a embaixadas e os ataques em 11 de Setembro - que culminaram na derrubada do World Trade Center em 2001.

Ps²: A Al-Quaeda (A Base), suposto grupo terrorista de Osama Bin-Laden na verdade é apenas uma celula formada por ele é mais dois membros, não existe uma forte organização como tentam difundir. Ver: The Power Of Nightmares ( o poder dos pesadelos) documentário da BBC feito por Adam Curtis.

Nicaraguá 1981

A família Somoza permaneceu 43 anos no poder da Nicarágua. Em Julho de 1979 a ditadura é derrubada pelos rebeldes do Partido sandinista. Um ano e meio depois, ao assumir a presidência dos Estados Unidos, Ronald Reagan declarou que o governo sandinista estava se aproximando demais de Cuba e ajudando a financiar revoltas comunistas na América Latina.
Autorizada por Reagan, a CIA começa uma ação contra os sandinista chamada de ''contras''. Até 1989, o confronto entre eles e as forças do governo deixaria um saldo de cerca de 30 mil mortos. O entrave era o congresso americano, que desde 1973, havia instaurado uma comissão de investigação a atividades secretas realizadas a mando do poder executivo.
Em 1981, quando a autorização para agir na Nicarágua se tornou pública, o congresso aprovou uma lei proibindo a CIA de financiar os ''Contras''. ''Salva a sanidade do congresso'' Enquanto isso, Irã e Iraque estavam em Guerra. Abertamente o governo americano estava apoiando o Iraque, e em contra partida ajudando o Irã; - o velho fato de que quando dois brigam quem vence é o terceiro. Em 1982, tudo de ruim aconteceu no oriente médio, apoiado pelos estados unidos, Israel invadi o Líbano.
Em represália, grupos libaneses seqüestram 12 cidadãos americanos entre 1982 e 1985.

Ai entra o ''brilhante'' plano da CIA, que resolver matar três coelhos com um só tiro. Organizou um esquema de tráfico de armas para o Irã. Em troca, os iranianos teria que convencer os libaneses a soltar os reféns. Do dinheiro obtido com a venda das armas, parte era depositada pela CIA em contas na Suíça para o golpe dos ''contras'' na Nicarágua. Em resumo, os iranianos ganhavam armas para libertar os reféns feitos pelos libaneses e o dinheiro ia para os revoltosos de direita na Nicarágua, plano brilhante não?
Quando descoberto, em 1986, o esquema Irã-Contras provocou o maior escândalo da história da CIA. depois terríveis, quais some do mapa a Agência. Só oito reféns foram libertados, ou outros foram assassinados, incluindo William Buckley, diretor do escritório da CIA no Líbano. O conflito Irã-Iraque não trouxe glórias para os Estados Unidos. Já os sandinistas continuaram no poder até 1990. Depois disso a Agência perdeu o seu poder, passou aquele tempo de que podia ser uma instituição autónoma, que poderia usar recursos públicos para fazer o que quiser-se, depois do episódio Irã-Contas a Agência teve mais dificuldades de derrubar presidentes, os países agora malvistos pelos americanos poderia respirar mais sossegados agora.

Ps: Daniel Ortega, um dos líderes dos sandinistas daquela época é o atual presidente da Nicarágua

Iraque 2002


A história mudou, a guerra fria acabou, tudo agora não fazia mais sentido. Qual era o objetivo da CIA agora? Ela tinha ganhando o jogo contra a Rainha Vermelha... Mas ela tinha deixado um entrave no Iraque, um ditador que precisaria ser eliminado?

Seguem os fatos...

''O Iraque é o lugar mais perigoso do mundo''.

A frase soa atual, foi proferida por Allen Dulles no começo de uma reunião em 1958. Estava assustado ele com o golpe de estado cometido no dia 14 de Julho daquele ano, que havia derrubado a monarquia iraquiana, aliada dos Estados Unidos. No poder agora estava Abdul Karim Qasim. Em 1963 a agência apoiou o golpe que colocaria o generalAbdul Salam Arif no governo. Ele morreu em 1966 e deu lugar ao seu irmão, que dois anos depois, foi deposto por Ahmed Hassan al-Bakr. Inicialmente apoiado pela CIA, ele acabou se aproximando da União Soviética.

Um agente da CIA: não, isso não pode acontecer!
Outro agente da CIA: realmente, não pode!
O primeiro agente da CIA: faremos o que então?
O segundo agente da CIA: colocaremos qualquer outro no poder!


O escolhido foi? ... O vice-presidente. Saddam Hussein, que assumiu o poder em 1979. Saddam era visto pelos americanos como um aliado útil, embora não muito confiável. Entra 1980 e 1988, ele obteve polpudos empréstimos americanos para sustentar a guerra contra o Irã. Quando resolveu invadir o Kuwait, em 1990, Saddam já não contava com a simpática dos americanos. A ação contra o seu vizinho e seus campos de petróleo foi uma provocação inaceitável. Começa então a operação Tempestade no Deserto que começa em Janeiro de 1991 e termina antes do fim de fevereiro. O presidente iraquiano continuou no poder, até ser morto em 2006, por supostamente ter armas nucleares. De certo foi um tiro no escuro do então diretor George Tenet.

Tudo começou por que em Janeiro de 2002, o diretor da CIA, George Tenet, recebeu a missão de provar que o ditador armazenava ''armas de destruição em massa'' no Iraque. O objetivo não era mais os comunistas (socialistas ou esquerda), agora o alvo era os terrorismos. O Iraque foi atacado em 2003 e até hoje não houve a desocupação. O fato é que as armas nunca apareceram, Saddam fugiu, todo o seu império caiu, muitos soldados mortos em conflito, guerra civil, governo provisório, vidas perdidas. Tanto americanas quando iraquianas. E os donos de armas e empresas contra o terror ficaram ( e ficam! ) ricos a cada dia que passa. Era verdade que Saddam alimentava a ilusão de que tinha armas, até entendo... O velho blefe de quem tem uma jogada especial na manga, mas na verdade não tem mais do que duas moscas e um vale-alimentação, Tenet forçou a barra então com informações que não tinha (corretas). A ultima chance de Tenet era torcer para que Saddam não tive-se apenas as duas moscas e o vale, coisa que não aconteceu. O erro custou a demissão de Tenet e uma nova quebra de confiança entre a agência e a presidência.

Por causa do terrorismo a CIA nunca teve dando dinheiro em caixa para as suas operações como agora, mas ainda precisa recuperar a fé da Casa Branca.

O Legado das asas

O alvo agora é o terrorismo certo?
Mas, o que a agência fez durante todos esses anos fizeram com que o ódio pela américa aumenta-se a cada ano que passava, jovens souberam ao longo da história que os seus países foram usurpados do livre direito de escolha, não poderia ser esquerda, tinham que ser direita!
A diferença é que o império do mal nunca existiu (União Soviética), na visão de muitos os ''Evil Empire'' ainda existe! E se chama Estados Unidos.

A manchada história americana mostrou ao mundo seres egoistas e super-poderosos, que se igualam ao todo e qualquer ditador de pequenas partes do leste europeu nas decadas de chumbo quente da Guerra Fria, que nunca foi fria.

Foram vidas derramadas e muito dinheiro empregado, o ''mal'' foi destruído no 26 de Dezembro de 1991.

Mas o outro ''mal'' ainda esta vivo, desde sua ascensão na virada do milênio até os dias atuais, nos manipulam... Mas nos gostamos, não façemos nada contra, alguns fizeram, uns morreram outros não.

A última resistência estar em crêer que o material humano esta a cima de tudo, mais que dinheiro, mais que ideologia. Um coração que pulsa e mais importante do que um carro que ronca.

Alguns se esqueçam disso, poucos outros não, eu em minha missão tenho apenas o objetivo de lhe tentar tocar com minhas palavras, é isso que elas fazem, elas não sangram, elas não morrem e nunca morrerão.

Pense...

Se o mundo fosse melhor?
existiaria essa guerra ideologica?
tudo seria mais calmo... Ou o problema esta no homem?
muitos já tentaram encontrar as culpas em diversas coisas, eu coloco a culpa em homens que riscaram os cursos normais das coisas...
Um rio que estava no meio, ia para a esquerda, e do nada foi rasgado para a direita.
Esses são apenas alguns fatos de todas as intromissões que a Agência de Inteligência Americana cometeu, comete e cometera ao longo do tempo...

Então eu ti pergunto, o mundo seria melhor sem a CIA?

http://pensamentos-externos.blogspot.com/2009/04/o-mundo-seria-melhor-sem-cia.html


[/quote]
avatar
Marcia Reals

Mensagens : 1
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/02/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum