contador
contador gratuito de visitas
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking digg  Social bookmarking delicious  Social bookmarking reddit  Social bookmarking stumbleupon  Social bookmarking slashdot  Social bookmarking yahoo  Social bookmarking google  Social bookmarking blogmarks  Social bookmarking live      

Conservar e compartilhar o endereço de livrearbitrio em seu site de social bookmarking

Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 63 em Sex 29 Mar 2013 - 11:42
Os membros mais ativos da semana

Os membros mais ativos do mês

Top dos mais postadores
Admin (95)
 
marcos a cavalcanti (89)
 
JUVENCIO (79)
 
Montenegro (62)
 
Gilmor (62)
 
Mariana (43)
 
PINHO Cardoso (30)
 
BALTAZAR (30)
 
Carolzinha (23)
 
DaSilva (18)
 

contador
contador gratuito de visitas

Teixeira renuncia na CBF

Ir em baixo

Teixeira renuncia na CBF

Mensagem por Admin em Seg 12 Mar 2012 - 14:12

Após 23 anos, Ricardo Teixeira não é mais o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O controverso dirigente anunciou nesta segunda-feira sua renúncia ao comando da entidade que rege o futebol do País, encerrando uma administração marcada por polêmicas, acusações de corrupção e conquistas da Seleção Brasileira. O cartola ainda acumulava a função de presidente do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014, mas também renunciou a esse cargo. Teixeira foi o dirigente que mais tempo passou no comando da CBF, vencendo marca de seu ex-genro João Havelange, no cargo de 1958 a 1975.

» Veja fotos das obras e o que falta para os estádios da Copa de 2014

Teixeira assumiu o comando da CBF em 1989 no lugar de Octávio Pinto Guimarães, derrotando o vice Nabi Abi Chedid na votação presidencial. Desde então, viu suas ações serem alvo de investigações no Brasil e no exterior e prestou depoimento a duas CPIs. O cartola resistiu, porém, e teve como trunfo a escolha do Brasil como sede da Copa do Mundo.

Em 1994, no retorno da bem sucedida campanha do Mundial dos Estados Unidos, se envolveu em sua primeira grande polêmica. A Seleção Brasileira desembarcou no País sem precisar passar pela alfândega, ainda que trouxesse quase uma tonelada em compras, no que ficou conhecido como "voo da muamba".

Ao final da década de 1990, passou a frequentar Brasília para ser inquirido sobre a administração da CBF. Em 2000, Teixeira depôs na CPI do Futebol, comissão criada para investigar transações no esporte e o envolvimento da CBF. Em seguida, o dirigente falou à CPI da CBF-Nike sobre o contrato da entidade com a empresa de material esportivo. Nos dois casos terminou absolvido.

Teixeira voltou a ficar em evidência após o Brasil ser escolhido para receber a Copa de 2014. O cartola viu o retorno de acusações de ter recebido propina da empresa de marketing ISL, ligada à Fifa, episódio que negou.

A acusação mais recente envolvendo Teixeira ligou o cartola a denúncia de superfaturamento em amistoso da Seleção Brasileira contra Portugal disputado em Brasília em 2009. Segundo informou a Folha de S.Paulo, a Ailanto Marketing, companhia que organizou a partida, tem ligação com a falida VSV, empresa registrada no mesmo endereço de uma fazenda do cartola, em Piraí, interior do Rio de Janeiro.

O cartola, porém, não é o único dirigente do futebol que se viu em evidência nos últimos anos. Presidente da Fifa desde 1998, Joseph Blatter (sucessor de João Havelange, ex-sogro de Teixeira) viu a entidade internacional ser alvo de acusações de corrupção após a escolha de Rússia e Catar para receber respectivamente as Copas de 2018 e 2022.
http://esportes.terra.com.br/futebol/copa/2014/noticias/0,,OI5614328-EI18776,00-Acusacoes+polemicas+e+titulos+relembre+trajetoria+de+Teixeira+na+CBF.html
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 95
Reputação : 31
Data de inscrição : 08/12/2011
Idade : 118

http://livrearbitrio.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teixeira renuncia na CBF

Mensagem por JUVENCIO em Seg 12 Mar 2012 - 16:08

Ricardo Teixeira deixa a CBF para um fantasma da ditadura

Jose Maria MarinA saída de Ricardo Teixeira da presidência da CBF é uma daquelas boas notícias que merecem um brinde. Mas sua renúncia pode ser o começo do fim de uma era, mas ainda não é o fim.

Quem assume é o vice do genro de Havelange, o ex-governador de São Paulo José Maria Marin. Um político que sempre atuou nas sombras do conservadorismo. Sempre se oferecendo para o cargo de vice.

Marin é aquele senhor que recentemente pegou uma medalha “emprestada” na final da Copa São Paulo e a colocou no bolso. Se um menino pobre que sempre sonhou em ter uma medalha viesse a fazer o mesmo numa loja de departamento de esporte seria preso em flagrante.

Mas voltando à trajetória de Marin. Ele era vice de Paulo Maluf quando este foi eleito governador biônico, em 1978. Era um vice insosso e que de repente por conta da ambição de Paulo Maluf em se tornar presidente da República, virou governador por uma meia dúzia de meses.

http://sul21.com.br/jornal/2012/03/ricardo-teixeira-deixa-a-cbf-para-marin-um-fantasma-da-ditadura/

JUVENCIO

Mensagens : 79
Reputação : 23
Data de inscrição : 08/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum