contador
contador gratuito de visitas
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking digg  Social bookmarking delicious  Social bookmarking reddit  Social bookmarking stumbleupon  Social bookmarking slashdot  Social bookmarking yahoo  Social bookmarking google  Social bookmarking blogmarks  Social bookmarking live      

Conservar e compartilhar o endereço de livrearbitrio em seu site de social bookmarking

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 63 em Sex 29 Mar 2013 - 11:42
Os membros mais ativos da semana

Os membros mais ativos do mês

Top dos mais postadores
Admin (95)
 
marcos a cavalcanti (89)
 
JUVENCIO (79)
 
Montenegro (62)
 
Gilmor (62)
 
Mariana (43)
 
PINHO Cardoso (30)
 
BALTAZAR (30)
 
Carolzinha (23)
 
DaSilva (18)
 

contador
contador gratuito de visitas

Direito ao contraditório.

Ir em baixo

Direito ao contraditório.

Mensagem por marcos a cavalcanti em Sex 6 Abr 2012 - 11:53

Não há como mensurar a quantidade de pessoas que costumam fazer da leitura um hábito diário, bem como, evidentemente, quem se dedica ao mesmo, tem suas preferências pessoais, a minha, entre algumas, tem sido já a algum tempo, ler sobre a nossa política brasileira e um dos assuntos que me chamou a atenção, foi um artigo publicado em um de nossos jornais, por um de seus colunistas, com o seguinte título:
Falta carisma a Dilma? O brasileiro não liga.
Nele o autor afirma o seguinte:
Que 77% dos “patrões” brasileiros aprovam a petista, de acordo com pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta semana.
Obviamente o termos “patrões” está sendo usado para distinguir que tal pesquisa foi encomendada pela Confederação Nacional da Indústria, fato irrelevante diante do conceito da falta de carisma apontado, explicando da seguinte forma:
Parece que a maioria comprou a ideia de que ela é mesmo uma gerente durona, que coloca os políticos no seu devido lugar, mas desde que assumiu o Planalto, tem se mantido espontânea, ou melhor, genuinamente antipática.
A presidente foge o quanto pode dos discursos públicos, das entrevistas, do papo sobre politicagem. O que ela gosta é de ficar no gabinete, cobrando ministros, bolando estratégias, aferindo resultados. É tudo o que os políticos em geral detestam fazer, mas que por algum motivo foi bem digerido pelos brasileiros.
-x-x-x-x-x-x-
Não resta a menor dúvida que pelas explicações, o conceito “ gerentona” lhe é atribuído no sentido negativo e isto tem sido difundido na sociedade pelos meios de comunicação,desde que é claro, se nos deixarmos influenciar por uma única fonte informativa a qual citei acima, que não por mera coincidência faz parte do PIG.
Os meios de comunicação devem ter como prioridade, aprimorar a democracia, portanto, devem ser neutros ou imparciais em suas avaliações, fornecendo informações úteis e importantes para a população, então, quando se desviam de tais objetivos, estão desconstruindo um bem comum á todos na sociedade.
É muita pretensão deste colunista em afirmar que o povo não liga pela falta de carisma da presidente. Ele está partindo de um princípio que todos na sociedade são alienados, portanto, um desrespeito á cidadania de cada um de nós.
Nos últimos anos esta mídia golpista tem combatido veementemente o PT, como se houvesse por parte de todos nós, a incapacidade de avaliar o que este partido representa e pior, tal tentativa traz uma dura consequência, desestabilizar o País. Ela vem trabalhando dia e noite, para encontrar algum motivo, para produzir na sociedade, uma maior insegurança, entretanto, ao mesmo tempo, está pensando em seus próprios interesses, bem como, dos poderosos, os quais são os políticos da suposta base aliada, donos de vários veículos de comunicação.
O que não podemos evidentemente é nos deixarmos manipular e abdicar de nossa liberdade e sermos controlados, pelas inúmeras formas que esta mídia golpista tem produzido por tantos meios, tais como informações falsas, factóides ou sistematicamente assuntos gerais que ocupam nosso tempo e que nos isolem da realidade.
Um exemplo contundente são os telejornais, onde um desastre real em algum lugar do mundo, sempre lhe é dado, num primeiro momento um destaque ou importância sensacionalista, para logo mais, ser substituído por outros, não raro amenidades, que tornam os telespectadores insensíveis á realidade daquele fato.
Quantos brasileiros deixam de fazer exercícios físicos, passear com a família ou amigos, praticar algum esporte, apreciar a natureza, ler ou ouvir música, ir á algum espetáculo teatral, enfim, escolher alguma forma de entretenimento, como se todas estas escolhas se tornaram impossíveis apenas e simplesmente pela atual política econômica do governo?
Interessante notar as críticas que estão sendo feitas relativas a desoneração da folha de pagamento das empresas, questões relacionadas com IPI, unificação do ICM no País, entre outras, dizem que não vão resolver os problemas, entretanto, também foram criticadas enquanto não foram aplicadas. Dá para entender?
Pode parecer absurdo, mas se analisarmos á fundo é isto que esta mídia golpista tem feito, da mesma forma que o colunista acima demonstrou seu posicionamento.
Deve estar claro para muitos de nós, que nenhum governo fez ou fará o suficiente ou necessário para melhorar a vida do brasileiro, portanto, dentro deste contexto, qualquer um pode se tornar um "inocente útil" acreditando nesta mídia, exceto se optar em outras que possam confirmar ou demonstrar o outro lado da moeda, nada mais que isto, então, até a próxima.

marcos a cavalcanti

Mensagens : 89
Reputação : 8
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 73
Localização : Curitiba/Pr

http://marcaocapivari@ymail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum