contador
contador gratuito de visitas
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking digg  Social bookmarking delicious  Social bookmarking reddit  Social bookmarking stumbleupon  Social bookmarking slashdot  Social bookmarking yahoo  Social bookmarking google  Social bookmarking blogmarks  Social bookmarking live      

Conservar e compartilhar o endereço de livrearbitrio em seu site de social bookmarking

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 63 em Sex 29 Mar 2013 - 11:42
Os membros mais ativos da semana

Os membros mais ativos do mês

Top dos mais postadores
Admin (95)
 
marcos a cavalcanti (89)
 
JUVENCIO (79)
 
Montenegro (62)
 
Gilmor (62)
 
Mariana (43)
 
PINHO Cardoso (30)
 
BALTAZAR (30)
 
Carolzinha (23)
 
DaSilva (18)
 

contador
contador gratuito de visitas

Marionetes.

Ir em baixo

Marionetes.

Mensagem por marcos a cavalcanti em Sab 4 Ago 2012 - 7:31

Segundo a definição na Wikipédia marionete representa: Fantoche, originado do termo marionette (do francês). Boneco , animal ou objeto animado movido por meio de cordéis manipulados por pessoa oculta atrás de uma tela, em um palco em miniatura.
Podemos considerar que ela possa representar a melhor forma de uma mentira e hoje em dia até inventaram um ditado:
“Uma mentira repetida inúmeras vezes, pode até parecer uma verdade”,
Tal exemplo pode ser encontrado no artigo postado no site Brasil 247, cujo título é:
“O problema da mídia no Brasil”
Autor: autor Rafael Querrer é jornalista e repórter de política e economia, no qual ele afirma:

“A instituição mais poderosa do pais, a mídia, faz a manutenção de um Brasil acorrentado ao passado e aproveita-se da apatia política do brasileiro, para aumentar sua influência e é claro, lucrar.”

Não vou reproduzir o conteúdo do mesmo, exceto o parágrafo abaixo, porque acredito na capacidade de entendimento de todos aqueles que se derem ao trabalho de gastar alguns minutos na leitura do artigo.

Os meios de comunicação aproveitam-se da apatia política do brasileiro, de sua ignorância quanto à própria história, de seu pouco entusiasmo para refletir sobre questões políticas, sociais e midiáticas e de sua postura conservadora, egoísta e excludente para aumentar sua influência e, claro, lucrar.
-x-x-x-x-x-x-
OBS: Apenas acrescento que o mesmo acontece com nossos políticos.
-x-x-x-x-x-x-x-
O que este autor está expondo em seu artigo, vem de encontro á outro, no mesmo site, que trata do assunto político do momento, o Mensalão do PT, onde o Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, pede ao Supremo "prisões imediatas", aos envolvidos, diante de suas exposição de motivos, reproduzidas pela mídia, especialmente no Jornal Nacional da Rede Globo.

Além das exposições efetuadas, sugiro a leitura dos comentários á mesma e mais:

A leitura do artigo intitulado: “Mensalão e judicialização da política” de autoria do governador Tarso Genro, que se formos considerar ser ele membro do PT, poderíamos até pensar, que na sua exposição, está ele, apenas puxando “a sardinha para o lado” de seu partido, mas, ainda assim cabe uma reflexão.

Diante destes artigos e de outro á seguir, quantos dos brasileiros se encontra na condição de “marionetes”, inclusive na política?

O brasileiro é um analfabeto político ou é um apolítico?
Por Bia Montes – Jornalista
O analfabeto político é o cidadão que é avesso à política e a todo e qualquer assunto a ela vinculado. E o apolítico, faz questão de afirmar que “não se envolve em política”, e que odeia a mesma. Mal sabe ele, que o apolítico é culpado por diversas mazelas sociais, tais como, desemprego, pobreza e prostituição. O apolítico também não sabe que muitos dos governantes não querem cidadãos capazes de formular pensamentos e idéias críticas a respeito de sua sociedade, mas sim alienados, marionetes manipuláveis, que possam ser controlados.
Como a maioria da população, o apolítico costuma confundir “política” com “politicagem”. A primeira é a forma utilizada para governar, e administrar a sociedade e todas suas vertentes. A outra, por sua vez, é a arte de enganar, levar vantagem de maneira demagógica e desonesta por meio da política.
Para que um país possa desfrutar de um processo político válido, os alienados políticos – apolíticos – precisam ser a minoria, e o restante da população deve perceber que a fuga do debate e de assuntos que envolvem política é de extrema irresponsabilidade para qualquer país. Apenas agrava uma situação que muitas vezes já é ruim.
Pense, análise, questione, compare, debata, procure a origem, conheça o passado, busque informações, só conhecendo profundamente o seu candidato é que você poderá deixar a condição de marionete manipulável para se tornar um cidadão de verdade.
-x-x-x-x-x-x-x-
É isto aí, até a próxima.

marcos a cavalcanti

Mensagens : 89
Reputação : 8
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 73
Localização : Curitiba/Pr

http://marcaocapivari@ymail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum