contador
contador gratuito de visitas
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking digg  Social bookmarking delicious  Social bookmarking reddit  Social bookmarking stumbleupon  Social bookmarking slashdot  Social bookmarking yahoo  Social bookmarking google  Social bookmarking blogmarks  Social bookmarking live      

Conservar e compartilhar o endereço de livrearbitrio em seu site de social bookmarking

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 63 em Sex 29 Mar 2013 - 11:42
Os membros mais ativos da semana

Os membros mais ativos do mês

Top dos mais postadores
Admin (95)
 
marcos a cavalcanti (89)
 
JUVENCIO (79)
 
Montenegro (62)
 
Gilmor (62)
 
Mariana (43)
 
PINHO Cardoso (30)
 
BALTAZAR (30)
 
Carolzinha (23)
 
DaSilva (18)
 

contador
contador gratuito de visitas

SÍNTESES – COTAS NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

Ir em baixo

SÍNTESES – COTAS NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

Mensagem por marcos a cavalcanti em Qua 22 Ago 2012 - 7:11

Com certeza absoluta, o grande mal em nosso País, são as desigualdades sociais, agora abordadas no que diz respeito á educação.
Na visão de Hamilton Werneck, pedagogo é afirmado:
Com a aprovação do senado a lei sobre cotas sociais e raciais reservando 50% das mesmas nas universidades públicas brasileiras, não vai efetivamente resolver nossos problemas na educação, em virtude do fato, a baixa qualidade do ensino público fundamental e médio. Além disso, tal medida, pode ser considerada nada menos que uma “maquiagem” um modo de reduzir a pressão social, pois, a ilusão das cotas, não mudará atual realidades das escolas públicas.
É um engodo pensar que a gratuidade das universidades públicas favoreça a todos.
Na verdade, só favorece aos ricos. O aprendizado depende de um exercício diário que a escola pública não oferece. Os pais dos alunos das escolas particulares proporcionam este aprendizado extra aos filhos, aí está a diferença. Quem ganha com as cotas ganha de modo aparente; quem perde é a classe mais abastada, que terá de migrar com 50% de seus filhos para a faculdade particular paga.
José Vicente é reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares e tem uma visão diferente quando afirma o seguinte:
Esta lei pode ser compreendida como mais uma importante contribuição do Legislativo brasileiro no sentido de democratizar o acesso e ampliar as oportunidades de distribuição das vantagens no ensino superior público. As instituições federais de educação superior vinculadas ao Ministério da Educação reservarão 50% de suas vagas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, estarão também, contribuindo para a inexistência da discriminação racial e social, que escancaravam a exclusão das classes socialmente minoritárias, complementado por outras medidas governamentais, tais como o Prouni e Reuni.
-x-x-x-x-x-x-x-
É de conhecimento público, que alunos de famílias com maior poder aquisitivo, sempre estudaram em escolas particulares, para depois cursar em Universidades Públicas, bem como, alunos de famílias sem poder aquisitivo, estudavam em escolas públicas, porém, para cursar o ensino superior, teriam que estudar em Universidades Particulares.

O surpreendente nisto tudo é que á muito se afirma, que algumas Universidades Públicas, não contemplam um ensino de qualidade, portanto, mesmo aqueles que concluíram o ensino fundamental e médio em escolas particulares, não terão uma boa formação profissional em virtude desta realidade, assim, aqueles que estudaram em escolas públicas, tidas como deficientes, podem se tornar melhores profissionais ao estudarem em Universidades Particulares.

Realmente é preciso considerar o que disse o pedagogo Hamilton:
“O aprendizado depende de um exercício diário”, tanto serve para os alunos das escolas públicas ou particulares, evidentemente, independente da qualidade do ensino, todos devem se esforçar, procurando se dedicar com afinco nas várias disciplinas escolares, se bem, que isto pode ser apenas um ideal, bem diferente, mesmo generalizando, da realidade.
Um dado que poderia servir de exemplo é dito numa outra pesquisa entre os jovens, que apenas 53% leem revistas, jornais e livros, entretanto, a grande maioria deles prefere assistir TV e ouvir músicas.
Outra informação que pode ser considerada, diz o seguinte:
Dados do Indicador de Analfabetismo Funcional (Inaf), divulgados pelo Instituto Paulo Montenegro (IPM) e pela ONG Ação Educativa, apontam que 38% dos universitários brasileiros são considerados analfabetos funcionais — ou seja, são capazes de ler e escrever, mas não conseguem interpretar e associar informações. Isso comprova que, apesar do aumento da escolarização da população, isso não se refletiu em maior preparo. Em outras palavras, a expansão do Ensino Superior com oferta de programas de incentivo não tem garantido ensino de qualidade.
Paralelamente a essa expansão, houve um boom no ingresso da população em instituições de Ensino Superior, tendo como força motriz a expectativa de melhorar a renda e de se chegar à estabilidade.
De fato, pesquisas recentes comprovam que a educação teve papel essencial na queda da desigualdade social e no crescimento da nova classe média no País, esta oriunda de pessoas das camadas sociais “C” e “D”, pelo censo do IBGE, publicado em 2011, más não significa necessariamente, que em sua maioria, por enquanto, seus filhos estejam estudando em escolas particulares.
Assim sendo, qualquer julgamento ou opinião á respeito deste assunto, deveria ter como objetivo o que disse o reitor Jose Vicente:
“Precisamos somar e não continuar á dividir”.

marcos a cavalcanti

Mensagens : 89
Reputação : 8
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 72
Localização : Curitiba/Pr

http://marcaocapivari@ymail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SÍNTESES – COTAS NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

Mensagem por JUVENCIO em Qua 12 Set 2012 - 2:01

Sou a favor de 100% das cotas das universidades publicas para quem cursou escola publica.


JUVENCIO

Mensagens : 79
Reputação : 23
Data de inscrição : 08/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum