contador
contador gratuito de visitas
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking digg  Social bookmarking delicious  Social bookmarking reddit  Social bookmarking stumbleupon  Social bookmarking slashdot  Social bookmarking yahoo  Social bookmarking google  Social bookmarking blogmarks  Social bookmarking live      

Conservar e compartilhar o endereço de livrearbitrio em seu site de social bookmarking

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 63 em Sex 29 Mar 2013 - 11:42
Os membros mais ativos da semana

Os membros mais ativos do mês

Top dos mais postadores
Admin (95)
 
marcos a cavalcanti (89)
 
JUVENCIO (79)
 
Montenegro (62)
 
Gilmor (62)
 
Mariana (43)
 
PINHO Cardoso (30)
 
BALTAZAR (30)
 
Carolzinha (23)
 
DaSilva (18)
 

contador
contador gratuito de visitas

Ditadura das minorias.

Ir em baixo

Ditadura das minorias.

Mensagem por marcos a cavalcanti em Sab 1 Set 2012 - 8:15

Tornou-se polêmico um artigo escrito pelo colunista Carlos Ramalhete, do Jornal Gazeta do Povo de 30 do corrente, à respeito da adoção de um menino por um casal homossexual aqui de Curitiba, para o qual reproduzo dois comentários abaixo:
Escrevo para demonstrar meu apreço pelo artigo de Carlos Ramalhete acerca da adoção por casais homossexuais e outros entes pseudofamiliares. É bom ver um colunista franco escrever com clareza, sem traços de politicamente correto, uma defesa daquela que é também minha opinião, e deve ser de grande parte da população brasileira, notadamente conservadora. A Constituição é assertiva – desculpe-me o STF – ao dizer que a família decorre da união de homem e mulher. A adoção é um incomparável ato de amor, mas deve ter em vista o melhor interesse da criança e não dos adotantes. Não se deve fazer da vida dos pequenos um cavalo de batalha de certas militâncias progressistas.
Hugo Kalil, advogado do Senado Federal
Não concordo com Carlos Ramalhete. Por que duas pessoas do mesmo sexo não podem formar uma família junto com uma criança? Desde quando laços afetivos, amor, são inferiores a fatores biológicos na criação de uma criança?
Guilherme Teixeira
Evidentemente quem tiver interesse de formar sua própria opinião, basta pesquisar no próprio jornal tal artigo, no entanto, hoje mais uma matéria falando da adoção, da qual o que me chamou a atenção foi a expressão: ”DITADURA DAS MINORIAS” e é deste tema que pretendo comentar:
O Brasil atingiu um nível de tolerância intolerável. Estamos sob a tirania dos mais fracos. Basta o sujeito ser de uma suposta minoria para oprimir a suposta maioria.
Mentira. Nosso país é uma panela de pressão de intolerância. A começar pela intolerância de certos "cronistas", tão rápidos em identificar "minorias" que estariam oprimindo as maiorias, mas sem se admitirem eles próprios como uma minoria mais insignificante do que a suposta "minoria" que eles acusam de opressora. Se comparados ao conjunto da sociedade, tais "cronistas" são completamente inexpressivos e só se fazem ouvir, por se disporem a dizer, na mídia, aquilo que seus patrões permitem. E a insignificância não está só no seu número - uma meia dúzia de paus mandados - mas, sobretudo, no seu discurso raso e tendencioso.
O parágrafo acima, não trata especificamente da questão da adoção mencionada, pois, serve de exemplo á inúmeras questões em nossa realidade, entre as quais, um artigo publicado pela senadora Katia Abreu, falando da questão do código florestal, onde ela diz:
Confunde-se liberdade com bagunça, vale-tudo. Democracia é o regime da maioria, com o reconhecimento às minorias, mas não só: é o regime da lei, sem a qual nem as maiorias nem as minorias estão seguras de nada. Sem o estrito cumprimento da lei, a democracia não sobrevive. Torna-se rito de passagem, presa fácil dos aventureiros que dela se servem para aniquilá-la. Tudo o que a ele se contrapõe recebe o selo de "direita", que não significa nada, senão a maldição política e moral.
Ela está se referindo aos ambientalistas de forma geral e principalmente de alguns estudantes que se manifestaram contrários ao código num determinado momento lá no Senado Federal.
Daí encontro na Internet outra matéria falando a aprovação do aborto de fetos encefálicos julgada pelo STF, condenada pela igreja, onde diz:
Estamos vivendo a política da catequização e dias de absurdos e depravações.
Os grupos minoritários do Brasil, a saber: homossexuais, usuários de drogas, antirreligiosos, positivistas, partidários da legalização do aborto etc, estão usando de todas as manobras possíveis e imagináveis para que a maioria da população aceite, a qualquer custo, o que eles acham certo.
“Todos os grupos minoritários dizem que estão sendo sufocados pelos preconceitos das Igrejas e por que não dizer do Povo Brasileiro: defender a vida, defender o matrimônio, defender a família, defender a religião, defender as relações humanas sadias é retrocesso, é opressão, é tirania”
Evidentemente, existem tantos assuntos na Internet que podem ser considerados como “DITADURA DAS MINORIAS”, mas em termos da democracia, sugiro a leitura sobre a mesma, no site a seguir:
www.anovademocracia.com.br › Nº 46.
A Informação é a base da educação de uma sociedade.

marcos a cavalcanti

Mensagens : 89
Reputação : 8
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 72
Localização : Curitiba/Pr

http://marcaocapivari@ymail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ditadura das minorias.

Mensagem por JUVENCIO em Qua 12 Set 2012 - 2:04

Esse discurso não faz sentido, que tem uma enorme bancada no congresso, e portanto seus interesses representados são as religiões.

A bancada evengelica foi a que mais cresceu e deu o tom conservador das ultimas eleições.

A sociedade tem que evoluir, vivemos num estado laico, tem de haver liberdade religiosa e não ditadura das religiões.

JUVENCIO

Mensagens : 79
Reputação : 23
Data de inscrição : 08/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum