contador
contador gratuito de visitas
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking digg  Social bookmarking delicious  Social bookmarking reddit  Social bookmarking stumbleupon  Social bookmarking slashdot  Social bookmarking yahoo  Social bookmarking google  Social bookmarking blogmarks  Social bookmarking live      

Conservar e compartilhar o endereço de livrearbitrio em seu site de social bookmarking

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 63 em Sex 29 Mar 2013 - 11:42
Os membros mais ativos da semana

Os membros mais ativos do mês

Top dos mais postadores
Admin (95)
 
marcos a cavalcanti (89)
 
JUVENCIO (79)
 
Montenegro (62)
 
Gilmor (62)
 
Mariana (43)
 
PINHO Cardoso (30)
 
BALTAZAR (30)
 
Carolzinha (23)
 
DaSilva (18)
 

contador
contador gratuito de visitas

Desconstruindo uma Nação.

Ir em baixo

Desconstruindo uma Nação.

Mensagem por marcos a cavalcanti em Qua 9 Out 2013 - 10:38

SINTO VERGONHA DE MIM por ter sido educador de parte deste povo, por ter batalhado sempre pela justiça, por compactuar com a honestidade, por primar pela verdade, e por ver este povo já chamado varonil, enveredar pelo caminho da desonra.
Sinto vergonha de mim, por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de ser e ver a derrota das virtudes pelos vícios, a ausência da sensatez no julgamento da verdade, a negligência da sociedade, a demasiada preocupação com o ‘eu’. Tenho vergonha de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos que não devia percorrer… Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo deste Brasil que:!
‘De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude. A rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto’.
Usei parte do texto de Rui Barbosa,fazendo algumas modificações, para reflexão daqueles que falam mal do País e que afirmam ter vergonha de viver aqui, quando na verdade estão se deixando manipular todos os dias, ouvindo e acreditando em coisas negativas especialmente veiculadas pela mídia, com uma grande habilidade de criar absurdos e espalhá-las como se fossem a mais pura verdade.
A pergunta é: Só ficar criticando, falando mal dos políticos, do governo, da justiça, etc, tem resolvido alguma coisa?
A mídia poderosa, além de influenciar negativamente as pessoas, nem mesmo está fazendo o seu papel democrático, como costuma afirmar, pois sabe que a maioria dos brasileiros, por preguiça, acomodação e até por desinteresse, não procuram outras fontes de informação que pelo menos sejam imparciais.
Imagem e credibilidade demoram anos para serem construídas, entretanto, podem ser destruídas aos poucos e sistematicamente. Esta é a forma que uma parte desta mídia usa para manipular a sociedade, então o brasileiro foi posto em pânico por ações de concessões públicas de rádio e televisão que estão sendo usadas para fins políticos. Ela se consolidou no País e leva a seus leitores ou telespectadores uma visão distorcida de nossas realidades. Até as redes sociais estão sofrendo tal influência, no entanto, boa parte da classe média antenada já constatou que nem toda notícia por ela produzida é isenta e sim parcial.
Tudo começou nas últimas eleições majoritárias de 2010, tanto na campanha e depois que o atual governo assumiu o poder. A velha mídia atua como oposição, já que os partidos desta natureza perderam sua importância e até a credibilidade, más o prejuízo que causam, pode até desconstruir nossa democracia. Ambos atuam desta forma porque os concorrentes não têm a mesma força e parte da sociedade já está subjugada.
Além disso, há um grande contingente de brasileiros que se “engrandecem” apoiando esta mídia golpista, no entanto, eles próprios não se colocam em posição de fazer parte das mudanças e tradicionalmente ficam esperando que alguém tome alguma providência e por incrível que pareça, as providências tomadas pelos outros ainda recebem muitas críticas.
É lamentável o raciocínio desta gente, em geral, estão se “lixando” para o que acontece no País, reclama de tudo, entretanto, o que importa é que as coisas dêem certo para eles.
Muitos até falam que querem um País desenvolvido, mas desde que não se envolvam, pois dá trabalho, requer esforço e comprometimento. Estas pessoas na verdade, são apáticas mesmo sofrendo as conseqüências desta apatia, inclusive sabendo que o sistema econômico é injusto com boa parte da população, más que interessa isso, desde que estejam garantindo as suas necessidades.
Parte desta sociedade é composta por seguidores da moral do prazer imediato proporcionado pelo consumismo exacerbado, sem perceber que estão se submetendo a lógica do capital globalizado e até do pensamento único e uniforme neste mundo artificial criado pela mídia capitalista alienante.
No geral, para esta parte da sociedade, o consumo não depende mais das suas necessidades, para muitos é mais importante ter do que ser.
Eles não percebem o papel fundamental dos meios de comunicação de massa, que se travestem de democráticos, no entanto, impõe sua ideologia, sem fazer qualquer questionamento. A alienação torna o poder tranqüilo.

marcos a cavalcanti

Mensagens : 89
Reputação : 8
Data de inscrição : 27/03/2012
Idade : 73
Localização : Curitiba/Pr

http://marcaocapivari@ymail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum